Loading...

OS DIAS E OS LUGARES DE MINHA MÃE — calendário-carta de amor

Texto originalmente publicado em 17 de agosto de 2018 no extinto Medium deste Projeto.

Por Camille Leite Guimarães*

No dia 11 de agosto de 1966, a minha mãe nasceu.

No dia 22 de junho de 1989, ela comprou um terreno em Lumiar.

No dia 06 de junho de 1993 nasceu o amor da sua vida, sua eterna companheira de aventuras. Desde então, em tudo que fizemos, estávamos juntas.

No dia 05 de junho de 2018, ela foi internada. E no dia seguinte, comemorei o meu aniversário com ela no hospital.

No dia 18 de junho de 2018, ela saiu desse mundo.

No dia 22 de junho de 2018, eu fui a Lumiar pela primeira vez. 29 anos depois da compra do terreno.

E no último 11 de agosto, eu celebrei o dia do nascimento da minha mãe.

Celebrei todos esses anos que eu tive ao lado dela, tudo o que aprendi, tudo o que pudemos fazer juntas, e o que não pudemos também.

A data magicamente coincidiu com uma vivência de capoeira do meu namorado em Lumiar. Passei o dia vendo um grupo de pessoas incríveis jogar capoeira, coisa que, desde pequena, vi minha mãe fazer.

Lumiar. Um lugar do qual agora me sinto parte. Não por causa do terreno, mas porque sei que ela está lá.

Eu sei que combinamos de nos encontrar na Pedra da Gávea, mãe, mas ainda não tive coragem. E nesse tempo sem você, já estive duas vezes em Lumiar. Coincidência. Nunca tinha ido lá com você, e assim que cheguei, senti que isso pouco importava. Por onde eu olhava, podia te ver. Nas árvores, no céu, no sol, no encontro dos rios, nas aranhas, nas pedras, no vento e no frio. Consigo imaginar você pulando nas águas do rio Macaé, escalando a pedra riscada, sentada a beira do laguinho do centro, fumando um, é claro. Você queria que tivéssemos um lugar que fosse nosso, mas duvido que exista só um lugar em que eu vá te ver, sentir sua energia e sua luz. Eu lembro de você em tudo meu amor. Você está comigo pra sempre. Te amo.

Camille Leite Guimarães é atriz e parceira deste Projeto.

2019-10-28T23:52:05-03:00