Alice

Quando a Alice diz “mexeu com uma, mexeu com todas”, ela propaga uma ideia de individualidade e de coletividade ao mesmo tempo.

Aos 21 anos, a atriz sentiu ter alcançado um dos momentos mais grandiosos da sua carreira. E não foi por conta de uma ou outra personagem, mas por estar presente numa sala de estar, com mulheres que admirou a vida toda, discutindo questões e ações feministas para dentro e para fora da empresa onde trabalham.

O movimento “Mexeu Com Uma Mexeu Com Todas” reuniu mais de 600 funcionárias da TV Globo e muitas mulheres parceiras do Brasil todo. O objetivo é um: lutar pelo fim do assédio às mulheres. Mas dentro dele, existem muitas metas a cumprir.

Essa mobilização é recente, mas a história da Alice com o feminismo começou na infância, quando ela ainda nem conhecia essa palavra.

A Alice participava de competições de ginástica olímpica e, para ela, o momento mais lindo era quando toda a equipe (composta integralmente por meninas) se juntava para dar força à companheira que ia se apresentar. Em um meio de tanta rivalidade, elas descobriram, na união feminina, uma alavanca para o esporte.

Do esporte para a arte, a Alice veio aprimorando seu aprendizado nas questões femininas e, para ela, é inegável: a mudança está acontecendo para todo mundo. Não tem mais volta. E é fundamental que, apesar da rapidez com que as coisas acontecem, estejamos sempre atentas às individualidades de cada mulher e cada situação. Como a Alice gosta de dizer: “tudo é relativo”, e é mesmo.

Alice é uma feminista que acredita que são ótimos tempos para ser mulher.

2019-04-26T00:26:46-03:00