Bianca

Aos 38 anos, a Bianca é uma mulher em reconstrução.

O divórcio não é um momento fácil para ninguém, e também não foi para ela. Mas hoje, dois anos depois, a Bianca já consegue perceber o quanto essa experiência fez com que ela encontrasse dentro si uma força adormecida.

Foi com a separação que ela se deparou pela primeira vez com um preconceito que nem sabia que existia. O olhar das pessoas julga o tempo todo. Segundo ela, quando uma mulher se divorcia, ou é “coitada”, porque sofre muito, ou “não presta”, porque está bem demais diante da situação.

Os filhos foram fundamentais nesse momento. Foi a responsabilidade de cuidar dos dois meninos que fez com que ela seguisse em frente e não desistisse da felicidade.

E felicidade é assunto sério para a Bianca. Nesse processo de amadurecimento e autodescoberta, ela entendeu que não existe só um caminho para ser feliz, mas temos sempre que caminhar.

A Bianca é seu próprio exemplo de mulher poderosa. Enfrentou os obstáculos que pareciam impossíveis e alimenta todos os dias a força de se reconhecer frágil sem deixar que isso a paralise.

Bianca é uma feminista capaz de enfrentar o que vier.

2019-04-26T00:30:27-03:00