Camila

A visão de mundo da Camila se encontra com o feminismo no seu aspecto mais básico: o desejo por um mundo mais justo.

E para ela, a injustiça provocada pelo machismo é grave, porque cria obstáculos para as capacidades femininas quando divide de forma desigual as oportunidades.

Parece um discurso muito radical ou um daqueles que coloca mulheres e homens como rivais, mas a Camila não vê dessa forma. No teatro, lugar que ela frequentou por muitos anos antes de entrar para a faculdade de psicologia, a Camila aprendeu o valor do companheirismo. A importância de confiar no outro e no trabalho em equipe. E isso vale também para a luta feminista.

No trabalho, a Camila participa dos debates que envolvem o universo feminino e acredita que a sociedade ainda não consegue distinguir diferenças como as que existem entre gênero e sexualidade. E isso, infelizmente, joga contra o mundo mais justo que todos desejamos.

A conquista da autonomia de pensamento e do saber se colocar diante da opinião alheia são as chaves que abriram as portas de todas as demais conquistas da vida da Camila. Para ela, não basta que uma mulher poderosa saiba o que quer, é preciso saber comunicar isso e se impor quando for necessário.

Camila é uma feminista: alguém que deseja um mundo mais justo.

2019-04-26T00:07:03-03:00