Camille

Aos 14 anos já era modelo, mas os caminhos da vida da Camille estão longe de serem lineares como uma passarela. São curvos, longos e cheios de encruzilhadas.

Depois de 7 anos mergulhada nesse mundo da moda, que a colocava contra o próprio corpo, decidiu mudar de lado.

Ela escolheu ficar ao lado dos seus desejos, respeitar seus limites e admirar sua beleza.

Chegou perto de fazer uma lipoaspiração com apenas 20 anos de idade. Viu meninas fazerem loucuras para chegarem à medida “ideal”. Viu meninas adoecerem por causa disso.

Decidiu estudar gastronomia. Parece ter sido uma mudança radical de rumos, mas se olharmos com cuidado, a relação com o alimento tem tudo a ver com relação com o corpo, com a arte e com as energias vitais que sempre cruzaram o caminho dela.

No encontro com o teatro, Camille aprendeu que sua forma ideal é a forma cênica. E que o corpo é seu instrumento artístico. Todo e qualquer padrão de beleza é secundário. O que ela quer é mostrar seu trabalho através do corpo, e não por causa dele.

Camille deixou para trás os tempos em que tentava ser o que não é. Hoje, exercita uma escuta atenta às necessidades e ao bem-estar do seu único canal de comunicação com suas personagens e com o público.

Viver o presente e ter alcançado um maior entendimento sobre seus pensamentos e desejos são duas de suas grandes conquistas.

Camille é uma feminista de corpo inteiro e exige respeito.

2019-04-26T00:43:33-03:00