Leila

Viver plenamente os amores da vida é um desejo e uma conquista para a Leila.

Ela se casou com o primeiro namorado. No segundo emprego, teve que esconder que era casada. O motivo? Mulheres casadas têm mais chances de engravidar e, por isso, não eram aceitas como funcionárias.

Um tempo depois, vieram dois grandes amores: Manuella e Gabriella. Às filhas, a Leila ensinou que toda mulher deve se impor, lutar pelo o que quer e se valorizar acima de tudo.

Mais alguns anos e a Leila se viu diante de outro grande amor. Dessa vez foi complicado, ela teve que assumir primeiro para si mesma e depois para a família que estava apaixonada por uma mulher. Foi um caminho longo até que tudo se acertasse e elas pudessem viver um casamento de mais de vinte anos, mas mesmo com as dificuldades, se pudesse, ela viveria tudo outra vez.

Nesse processo de aceitação, a Leila teve sua responsabilidade como profissional (e até como mãe!) questionada. Parecia que tudo o que ela tinha conquistado até ali não valeria mais nada diante do seu relacionamento homossexual. Mas não era simplesmente um relacionamento, era um amor, e disso a Leila não iria abrir mão.

O mais novo amor da Leila se chama Stella. A primeira neta reforça o time feminino da família e já nasceu uma mulher poderosa.

Ao longo da vida, a Leila sofreu muitos preconceitos, e sua maior conquista foi, apesar de todos eles, ter vivido plenamente cada um de seus sentimentos.

Leila é uma feminista movida a amor.

2019-04-26T00:36:09-03:00