Mariana

“Eu não tenho a beleza, o físico e a altura.”

Essa foi a armadilha que fez a Mariana abrir mão do seu sonho de ser atriz durante três anos. Ela fazia teatro desde os 8 mas, aos 16, deixou de acreditar que servia para aquilo.

Influenciada negativamente por alguns de seus professores e pessoas que respeitava, entrou num processo de autossabotagem. Mariana conta que racionalmente sabia que era loucura, “mas o exterior era forte o suficiente para passar pelo racional e atingir o coração”.

Foram suas amigas que a ajudaram a desconstruir isso. Em conversas, reflexões e com um olhar carinhoso de umas para as outras, Mariana começou a se transformar.

“Você acha sua amiga a mais linda e a admira mesmo com todas as imperfeições que ela tem. Trabalha esse olhar para você. Você pode só olhar seus defeitos ou treinar seu olhar para o que você tem de melhor.”

E foi assim que a Mariana voltou a acreditar em si e correr atrás do que buscava. Para ela, sua maior conquista é permanecer na arte e não desistir dela.

Mariana é uma feminista que não desiste do seu propósito.

2019-04-10T22:52:12-03:00